terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Japonês


A partir de exemplares selvagens de coloração marrom o Carassius Auratus, os chineses e japoneses através de variedades e seleção genéticas desenvolveram exemplares das mais diversificadas no corpo , coloração , nadadeiras, e acabaram se espalhando pelo mundo todo. O peixe Japonês ou Peixe Dourado ou Gold Fish, vive em águas frias, se alimentam facilmente de rações, e é o peixe mais popular no mundo todo. A resistência deste peixe é muito grande , aceita grandes variações de temperatura. O Peixe dourado deve viver em um aquário de grande movimentação de água, pois é muito exigente em oxigenação. É um peixe que vive procurando alimento no fundo do aquário fazendo que a água do aquário fique facilmente suja. Para sanar este problema devemos usar filtros com uma boa capacidade de circulação.
Cometa Comum Veu
Veu Oranda Telescópio
A reprodução: A reprodução dos Peixes Dourados não é muito difícil, a fêmea desova de 2 a 5 vezes ao ano. Tanto a fêmea quanto o macho deve ter no mínimo de 2 a 3 anos de idade. A temperatura ideal para o acasalamento é de 18 graus. O macho persegue a fêmea intensamente, a desova ocorre pela manhã . Cerca de 500 ovos são depositados e dura cerca de 2 a 3 horas. Logo após a desova os ovos devem ser retirados para que os pais não se alimentem deles. O ovos devem ser transferidos para um aquário com as mesmas características e com a mesma água de onde ocorreu a desova. A eclosão ocorre 4 dias depois, em uma temperatura de 22 graus que deve ser corrigida gradualmente. Após 2 dias, a natação livre dos alevinos acontece e devem ser alimentados imediatamente com Nauplius de Artemias ou Dafnias vivas. Depois do Trigésimo dia do nascimento, pode ser oferecido junto com as Artemias, rações especiais para alevinos. A diferença de sexo , ao contrário que muitos pensam, não é pelas nadadeiras. O método mais conveniente para a diferenciação esta nos esporos ou espinhos brancos na superfície do opérculo ou pelo orifício uro-genital que se apresenta em uma forma triangular estreita. Estes dois métodos confirma um exemplar macho.
Temperatura
Reprodução
Origem
Ph
Dh
Iluminação
Alimentação
10 a 27 G
Ovipara
Japão,China
7.0 a 7.4
7
Média 10 hs Dia
Centro

3 comentários:

Anônimo disse...

Eu tenho em minha casa dois telescópios e um kinguio normal.Tenho também um dojô e eles se dão super bem.Os telescópios são fêmeas e o normal é macho,Ainda não desovaram mas espero que logo isso aconteça.João Gabriel, 14 ,aquarista há dois anos.Obrigado pela atenção!!!

Alisson disse...

Olá João Gabriel, é muito bom saber seu interesse em aquarismo principalmente em Kinguios que são peixes muito bonitos e ótimos para quem inicia nesse gigante mundo da aquariofilia. O Kinguio é uma espécie pacífica e simplesmente de fácil reprodução e assim que chegam a maturidade sexual desenvolve uma ótima coloração e caracteristicas proprias que serão essenciais para a diferenciação entre machos e femeas e onde ocorrerá a reprodução e então o e nascerão pequenas filhotes do tamanho de larvas bem pequenas no qual serão alimentados e com o passar do tempo continuarão o ciclo. Muito obrigado, Deus seja louvado e obrigado por comentar. Att Alisson

Elissandra Oliveira disse...

Meu Peixe telescóspio está parado e cheia de mancha brancas, tiro ele coloco em outro recepiente lavo-o lavo também o aquário mais depois volta novamente as manhas branca ele parece triste nem come. por favor ajudem- me